Topo

Coluna

Chico Barney

Apesar das novidades, programa do Marcelo Adnet continua muito esquisito

Marília Cabral / TV Globo
Marcelo Adnet volta nesta quinta-feira com o "Adnight Show" Imagem: Marília Cabral / TV Globo
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

26/10/2017 04h00

Marcelo Adnet é brilhante. Prestes a completar 5 anos de Rede Globo, o humorista tem agora a chance de tentar novamente emplacar como apresentador de variedades na segunda temporada de Adnight, que ganhou o sobrenome “Show”. A julgar pelo primeiro episódio, cuja íntegra foi obtida com exclusividade pela coluna mediante a assinatura da plataforma GloboPlay, ainda não foi dessa vez.

O programa mudou bastante, o que por si só já é uma boa notícia. A primeira temporada foi razoavelmente frustrante, ao misturar o formato do "Vídeo Show" quando apresentado pelo Zeca Camargo com uma espécie de "Arquivo Confidencial" metido a engraçadinho. Ninguém entendeu direito. A versão Show do Adnight, contudo, segue mal resolvida.

Agora o programa é uma colagem de diversos rascunhos de formatos, sem muita coragem para abraçar qualquer um deles com maior afinco. Parece que tudo foi testado enquanto era gravado, o que certamente não combina com o modus operandi da emissora. Agora somos impactados por esquetes com os convidados durante o programa, meio que para aproveitar o que o apresentador tem de mais consagrado. Infelizmente a proposta ficou no meio do caminho.

O quadro inicial, com Adnet no meio do deserto pedindo ajuda para a Joelma fantasiada de “Jeannie é um gênio”, é autorreferente demais e ficou carecendo de punchline. Além da ex-vocalista da banda Calypso, o episódio tem a participação do ator Renato Góes e da jornalista Fernanda Gentil. Os três passam boa parte do tempo em pé, ao lado de Marcelo Adnet, como se estivessem encenando uma versão dolorosa do "Domingão do Faustão".

A falta de cadeiras é provavelmente um subterfúgio para afastar o formato dos talk shows que inundam o fim de noite do cidadão brasileiro. Quem dera percebessem que o problema passa longe de parecer um talk show. O talentoso Adnet parece pouco confortável à frente do "Adnight Show", tanto quanto a população que o assiste. Urge encontrar um programa que faça jus ao seu inefável dom. Como alento, seguimos no aguardo da próxima temporada de Tá No Ar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Newsletters

Receba por email as principais notícias do UOL sem pagar nada.

Quero receber