Coluna

Chico Barney

Anitta todo mês é estratégia recomendada pelo YouTube

Bruno Santos/UOL
Imagem: Bruno Santos/UOL
Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

24/08/2017 04h00

Anitta é a grande marca do Brasil atualmente. A cantora conseguiu se transformar em um negócio muito bem estruturado e começou a escalar para um sucesso internacional. Não é algo fácil para uma startup que começou humildemente em 2010 na periferia do Rio de Janeiro.

Como toda boa marca relevante, entendeu direitinho que é necessário ter uma presença estratégica no YouTube. Anitta vai lançar clipes de músicas inéditas mensalmente na plataforma de vídeos do Google.

Tudo o que sabemos sobre o projeto "Check Mate" é o que está posto em um vídeo curto publicado no Instagram do Hugo Gloss.


Mas não me importo em colocar o boi na frente dos bois e debater a fundo a proposta. Chamo a atenção para dois pontos.

1. Quem ouvia disco era a sua avó

O consumo de música continua mudando radicalmente do Napster pra cá. O fetiche por discos completos ou conceitos elaborados estão relegados a nichos cada vez mais específicos.

Pela velocidade das tendências de mercado e em nome da concorrência predatória do capitalismo selvagem, os artistas trabalham com produtores diferentes ao mesmo tempo em busca de sonoridades que melhor se adequem ao zeitgeist.

E como você deve ter visto na sua última visita ao shopping, não existe muita oferta de CDs por aí. Por que se prender a um lançamento por ano se você pode ir construindo a playlist com pontos de contato frequentes com os fãs?

Uma artista do tamanho da Anitta já não pode se dar ao luxo de ter lados B. Ninguém quer se ferrar no algoritmo do Spotify ou no ranking do YouTube. E o pragmatismo dos fãs, criando subterfúgios para ajudar a inflar os números, certamente é levado em conta nessa equação.

Uma música por mês dá espaço para que todas tenham mais condições de se tornarem sucessos, em vez de 12 de uma vez só.

2. YouTube vai transformar seu negócio

Os números da Anitta no YouTube são fascinantes. Os 87 vídeos publicados de 2011 pra cá renderam 1 bilhão e 800 milhões de views. Estamos falando do 13º canal mais visto do Brasil.

A métrica mais importante é a retenção --ou seja, quantos minutos de atenção cada vídeo teve. Infelizmente não é uma informação pública, mas fico aqui imaginando o quanto se passa tempo com Anitta na internet.

A performance da cantora encontra-se em plena ascensão, como podemos ver no gráfico abaixo.

Reprodução/Social Blade
Imagem: Reprodução/Social Blade

Para seguir construindo a relevância local e turbinar a abrangência global, Anitta tratou de fazer o que toda marca deveria fazer. Lançou mão de uma estratégia de conteúdo no YouTube.

O Google divide o material publicado na sua plataforma de vídeos em três segmentos: Help, Hub e Hero. Ainda é cedo para afirmar, mas Anitta parece seguir pelos dois últimos.

Veja o que a Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube diz a respeito do Hero:

O Hero é o tipo de conteúdo com o qual os profissionais de marketing estão provavelmente mais familiarizados. Todos os materiais de conteúdo Hero têm o tamanho, a amplitude e o alcance em comum. Esses itens compõem esforços orquestrados de mídia.

- O conteúdo Hero está relacionado a momentos de sustentação que acontecem somente algumas vezes por ano.
- O momento de cada marca é diferente. Ele pode ser um evento esportivo importante, como o Super Bowl, a Copa do Mundo ou as Olimpíadas, o lançamento de uma nova plataforma de marketing ou o anúncio de um grande produto.

A simples notícia de que vai lançar clipes de músicas inéditas todo mês em um projeto que em outros tempos seria o nome do disco, já constitui um Hero. É a marca ativando a comunidade de entusiastas e atingindo um público que ainda nem se interage com ela.

Mas a ideia tem um desdobramento que se encaixa como uma luva no Conteúdo Hub. Veja como esse caminho é conceituado pela Escola de Criadores:

O Hub é um conteúdo programado de forma regular e alinhado com os pontos de interesse do público-alvo. Esses vídeos motivam o público-alvo a continuar assistindo ao canal e a retornar para conferir os novos conteúdos postados.

- O conteúdo Hub geralmente dá uma nova perspectiva a um tópico específico.
- Esse conteúdo é desenvolvido para criar seguidores em um público-alvo existente.
- Muitos criadores de conteúdo utilizam o Hub como núcleo de seus canais.

O canal do Kondzilla é espetacular nesse quesito: todo dia lança um clipe novo. Como é uma produtora, esse caminho é mais fácil pois são vários artistas diferentes se revezando. Mas a frequência chama a atenção, tanto que o canal se tornou o mais assistido do YouTube brasileiro.

Anitta evidentemente sacou que tem um público tremendamente engajado. E vai usar isso como combustível para continuar na pauta do dia por meio do seu trabalho, em vez de perder tempo inflando a própria condição de celebridade com notinhas sobre vida pessoal.

Ainda precisamos ver como será a execução desse plano quase tão ousado quanto óbvio. Por enquanto, nos resta torcer pelo sucesso da empreitada, que pode ser mais uma revolução para a carreira de Anitta e para o mercado fonográfico como um todo.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Topo