Coluna

Chico Barney

Tom Cavalcante resgata carreira de Bruno de Luca nos cinemas

Francisco Cepeda/AgNews
O humorista Tom Cavalcante Imagem: Francisco Cepeda/AgNews
Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

07/06/2017 12h10Atualizada em 07/06/2017 15h22

O Brasil acabou envolvido em mais uma relação tóxica ao se apaixonar perdidamente pelo bêbado João Canabrava em 1991. O papel garantiu a ascensão de Tom Cavalcante como o próximo grande humorista do país, belo feito em um período onde as coisas não se renovavam com a mesma facilidade de hoje em dia. Tanto que o espaço era dividido com verdadeiras eminências pardas do século 20, como Grande Otelo, Ivon Cury, Brandão Filho e Zezé Macedo --sem falar na tabelinha inesquecível que executou com Chico Anysio.

Algum tempo depois, o sucesso continuou graças ao apelo do porteiro Ribamar, destaque dos primeiros anos do dominical "Sai de Baixo". Para aproveitar os dotes de imitador de Tom Cavalcante, o personagem ostentava uma placa de televisão no crânio, fazendo com que sintonizasse personalidades variadas durante cada episódio. O recurso garantia momentos de alegre constrangimento com seus colegas Miguel Falabella, Marisa Orth e Aracy Balabanian, mas logo foi abandonado pelos roteiristas.

Depois de uma tentativa desastrada de programa solo e participações no "Zorra Total", onde pelo menos emplacou importante parceria com PitBitoca, Cavalcante foi o primeiro grande nome a picar a mula da Globo em busca de novas oportunidades na Record. E que grande fase foi aquela. Durante sete anos acompanhamos algumas das mais estapafúrdias criações da comédia mundial, com participações de Tiririca, Amin Khader, Alexandre Frota e outras curiosas figuras do panteão televisivo.

Agora de volta à Globo, com programas de sucesso no Multishow e participações no "Domingão do Faustão", Tom Cavalcante seguirá construindo seu legado de boas companhias também no cinema.

Mais do que a estreia do humorista em filme, “Os Parças” promete ser também a celebração de novos encontros. Veja só com quem Tom Cavalcante vai aparecer na tela grande.

Whindersson Nunes

Beto Moraes/Divulgação
Imagem: Beto Moraes/Divulgação

Um ótimo youtuber que se tornou o maior humorista do Brasil depois de passar alguns anos fazendo shows para a câmera no quarto de casa.

Questionei Tom sobre o fato de muitos afirmarem que Whindersson é seu sucessor. “Que legal poder ouvir isso”, celebrou de forma generosa. “Tenho tido a oportunidade de contracenar com a fera, o cara leva a sério sua carreira. Sou um entusiasta das novas gerações e torço para que ele e outros parceiros sigam brilhando e alimentando cada vez mais de humor esse país”.

Danilo Gentili

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Gostando ou não de Danilo Gentili (e de preferência não...), fato é que se trata de um nome proeminente no conturbado cenário do entretenimento nacional. Seu sofisticado humor de protesto abarca performances como esfregar notificação judicial nas partes pudendas, talvez ansiando pela intervenção de um gênio formado em direito. É de se esperar que as coisas funcionem um pouco melhor no filme, onde pelo menos contará com o auxílio de um roteiro.

Atualização: a produção do filme entrou em contato com a coluna para avisar que Danilo Gentili não faz mais parte do projeto.

Tirulipa

Reprodução
Imagem: Reprodução

Com passagens históricas pelo "Show do Tom" e "Domingão do Faustão", Tirulipa possui a graça correndo nas veias. Portador do legado genético e artístico de Tiririca, o humorista tem feito sucesso na internet e deve se tornar a maior revelação do cinema nacional.

Bruno de Luca

Thiago Duran/AgNews
Imagem: Thiago Duran/AgNews

Qual sucessão de eventos culminaria na escalação de Luquita da Galera para uma produção cinematográfica em 2017? Ainda mais com uma turma dessas!

Seu trabalho de maior repercussão como ator foi em 1995, durante as temporadas iniciais de "Malhação". Depois de três longos anos assombrando a academia mais irada da TV, Bruno praticamente pendurou as chuteiras como ator.

Durante o processo, colecionou participações em programas da Globo, onde foi repórter do "Vídeo Show" e até announcer de merchans do "Domingão do Faustão".

E também foi um importante agente de mudança em nosso entretenimento ao dar o pontapé na coqueluche de programas de viagem no Multishow, correndo o mundo com seu jeito lépido e fagueiro desde 2009.

Instigada pela curiosidade jornalística, a Coluna Chico Barney foi atrás de Tom Cavalcante para tentar descobrir mais sobre a pitoresca escalação.

“A trama pedia um personagem nerd, Bruno leu o roteiro do Cláudio Torres e se amarrou na história”, revelou Tom. “Com sua experiência de atuar numa dezena de filmes e novelas, caiu como uma luva. Fará Romeu, um personagem fera nas redes sociais.”

A filmografia de Bruno é sui generis. Pude constatar que ele começou como elenco de apoio no clássico “Um Lobisomem na Amazônia”, de 2005, e arrebentou a boca do balão em "Copa de Elite", de 2014, na pele de si mesmo --sempre um desafio e tanto.

Em minha extensa pesquisa para levantar a ficha corrida do artista, ficou latente uma de suas características mais celebradas pelo público: a grande intimidade que construiu com amigos do primeiro time do star system global.

E olhando para todas aquelas fotos abraçado com Carolina Dieckman e Eri Johnson, até que faz sentido ver Bruno de Luca voltando às luzes da ribalta em um filme chamado “Os Parças”.

Felipe Assumpção, Felipe Panfili e Léo Marinho/AgNews
Imagem: Felipe Assumpção, Felipe Panfili e Léo Marinho/AgNews

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Topo