PUBLICIDADE
Topo

Dos bastidores para o palco:Julies lança "Fumaça" e prepara show de estreia

Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

Colunista do UOL

26/03/2020 11h52

Acostumado com os bastidores da música, o assessor de imprensa Julies Mazarinisegue investindo em sua carreira como cantor. Hoje (26), ele lança o videoclipe de "Fumaça". Esse é o single sucessor de "Buquê Pra Multidão" e "Pequena".

No clipe, Julies divide a cena com a cantora Anna Lu e o rapper Zapi, membro do Damassaclan. Ele e Anna Lu tentam salvar a relação indo a sessões de terapia de casal.

O reggae foi composto pelo próprio artista com os parceiros Gabriel Elias, Deko e Zapi

Julies foi assessor de imprensa da banda de reggae Maneva, e hoje, cuida do Planta & Raiz, Gabriel Elias, Day e Carol Biazin, Salgadinho e outros.

A coluna conversou com ele sobre a experiência de sair da condição de assessor para artista e adianta os próximos passos carreira dele em cima dos palcos.

Adriana: Você é assessor de imprensa de vários artistas como Zimbra, Versalles e outros. De onde veio essa vontade de cantar?
Julies:
Na verdade eu canto bem antes em sonhar em ser assessor de imprensa. Virar assessor foi uma maneira de trabalhar na música, mesmo fora dos palcos. Tive banda por muitos anos e quando ela acabou tinha de achar uma maneira de continuar trabalhando com música. Nunca me vi fazendo nada que não tivesse ligação com ela. Trabalhar com bandas como Maneva, Planta, Gabriel Elias e entre outros, foi muito importante. Aprendi muita coisa, muita mesmo, mas ainda sentia um vazio por não estar nos palcos. Quando comecei a trabalhar com o Maneva, tinha vezes que, na estrada, eu voltava para o camarim no meio da apresentação da banda porque sentia um vazio no peito. Pouco tempo depois eu acabei conhecendo o Deko, através dos meninos, e a conexão foi imediata. Em pouco tempo depois já estávamos compondo juntos e, em 5 ou 6 sessões de composição, meu ep estava pronto.
A vontade de cantar é antiga. É aquela namorada que você nunca se esqueceu e sempre foi apaixonado, sabe? Mas tudo aconteceu no momento que tinha de acontecer, e desde que quis voltar a cantar, tive apoio incondicional deles.

Julies lança o clipe de "Fumaça" - Divulgação
Julies lança o clipe de "Fumaça"
Imagem: Divulgação
Esse é seu terceiro single. Pretende se dedicar somente a carreira de cantor futuramente?
É a ideia. Minha empresa de assessoria me abriu portas que jamais imaginei abrir. Me aproximou de pessoas que jamais imaginei conhecer, ídolos, estar nos maiores festivais do país, rodar o país inteiro. Mas a vontade de estar no palco, fazendo música, é o maior sonho que eu tenho. Espero que muito breve possa me dedicar exclusivamente a carreira de cantor.

O que você aprendeu com os artistas que assessora para conduzir sua carreira de cantor?
Muita coisa. É até difícil escrever. Sejam valores humanos à como compor, por exemplo. Desde que comecei a assessorar, tive a sorte de só trabalhar com artistas de boa alma, coração e talento. É um aprendizado diário. Aprendi a ser mais compreensível, que o caminho é mais longo do que se imagina e, mais do que tudo, nunca desistir e fazer as coisas com amor. O diferencial tá ai: amor e persistência.
Quando, de fato, comecei a me dedicar a música com todo o amor que tenho em meu coração, as coisas começaram a fluir. Parece clichê, mas não é.

Você pretende lançar um álbum e fazer shows?
Já estamos inclusive ensaiando. Montei um time de peso. Na verdade, esse time se montou. Hoje tenho a oportunidade de ter comigo o Franja, guitarrista icônico do Planta & Raiz, que pela primeira vez, aceita um projeto fora da banda, Tocha, tecladista de talento puro que também toca com o Planta, e o Caio, baixista, e Serginho na baterista, que foram os responsáveis da coisa tá tomando forma.
O show tá tomando forma e, assim que essa pandemia passar, estaremos na estrada.
O EP completo deve sair no final de agosto e vai reunir cinco músicas. Temos algumas novidades que posso adiantar também. Até o final do ano, comecinho do próximo, deve rolar um collab com o Maneva e um projeto acústico. Nunca estive mais feliz na vida do que hoje.

Adriana de Barros