Topo

Coluna

Adriana de Barros


Natura Musical mostra bastidores da seleção dos artistas para o edital 2020

Adriana de Barros

Adriana trabalha no UOL desde 2000, passou pelas rádios Mix FM, 97Rock e pela gravadora Sony Music.

15/10/2019 13h48

Pelo segundo ano consecutivo, a Natura Musical abre ao público os bastidores da etapa final da seleção dos artistas que serão apoiados pelo programa 2020. O edital é um dos maiores de fomento à música brasileira.

O processo - que envolveu duas etapas on-line -, onde os curadores avaliaram individualmente cada projeto, culminou no encontro de 21 curadores de todo Brasil na sede da Natura, em São Paulo, com exceção de Paula Almeida e DJ Nyack, que participaram virtualmente por estarem fora do país.

Ao longo de três dias, com muitas discussões em torno de cada trabalho (e sofrimento em cada avaliação), foram selecionados 42 projetos dentre os 2.647 inscritos, entre artistas, bandas e iniciativas de fomento à cena. O resultado sairá até dezembro deste ano.

Os melhores momentos do encontro podem ser vistos no vídeo acima, que a coluna mostra em primeira mão.

"Por meio desse processo de seleção, são escolhidos artistas, bandas e grupos que têm o potencial de ressignificar o legado da música brasileira e, também, escrever o futuro dela", conta explica Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

Ao todo, serão destinados R$ 5,4 milhões em patrocínio com a combinação de investimentos da companhia e recursos acessados por meio da Lei de Incentivo à Cultura (nacional) e, regionalmente, com a Faz Cultura, na Bahia; a Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais; a Semear, no Pará; e Lei Estadual de Incentivo à Cultura no Rio Grande do Sul.

Edital da Natura Musical reuniu curadores na sede em São Paulo - Divulgação
Edital da Natura Musical reuniu curadores na sede em São Paulo
Imagem: Divulgação

Saiba mais sobre todos os curadores:

Adriana de Barros (SP): Trabalha na área de entretenimento do UOL, onde já coordenou cobertura de festivais. No portal, mantém também uma coluna sobre bastidores da música.

Ana Morena (RN): É sócia e idealizadora do Combo Cultural DoSol de Natal (RN) e baixista das bandas Camarones Orquestra Guitarrística e Talma&Gadelha.

André Brasileiro (PE): O diretor, ator e produtor cultural faz, desde 2014, a coordenação geral e direção artística do Festival de Inverno de Garanhuns, em Pernambuco.

Brisa Marques (MG): É performer, jornalista, escritora e compositora; atuou como diretora artística da Rádio Inconfidência, em Minas Gerais.

Carol Morena (PB/BA): Fundou a Tropicasa Produções, que trabalha com a gestão de projetos musicais. É uma das criadoras do Festival Radioca, para o qual faz curadoria e coordenação geral.

DJ Nyack (SP): Acompanha o rapper Emicida e participa da festa Discopédia e do podcast Freqüência Modulada. Lançou o EP "Mundo", em parceria com Luedji Luna.

Eliane Dias (SP): Ativista, advogada e empresária musical, é responsável pela carreira dos artistas Racionais MC's, Mano Brown, Filipe Neo, Alt Niss e Victoria Cerrid.

Erick Omena (AM): É advogado especialista em direitos autorais e diretor executivo da YVY Produções Culturais. Integra também a banda Luneta Mágica.

Fabricio Nobre (GO/SP): O diretor do Festival Bananada é também consultor artístico de programação do Grupo Vegas, que engloba casas de show como Cine Joia e Blue Note SP.

Felipe França (SP): É fundador da organização cultural Difusa Fronteira e manager da francisco, el hombre. Atua também como booking das bandas Tuyo, Baleia, Muntchako e Lenine.

Felix Robatto (PA): O guitarrista, percussionista, pesquisador e produtor musical representa a nova geração da música paraense. Já lançou álbum com apoio de Natura Musical em 2018.

Gabriel Caixeta (MG): O idealizador do Festival Timbre, em Minas Gerais, atua também como Presidente do Conselho Municipal de Política Cultural de Uberlândia.

Guilherme Werneck (SP): O jornalista atua como editor da revista Bravo! Já trabalhou também em veículos como Folha de S.Paulo, Estado de S.Paulo, revista Trip e MTV.

Jonas Bustince (RS): O músico e produtor dirige o selo gaúcho Honey Bomb e faz parte da banda Catavento, patrocinada por Natura Musical. Já organizou festivais e mostras no Rio Grande do Sul.

Karen Cunha (SP): Atuou como diretora da Virada Cultural e do Carnaval de Rua da capital paulista. Participou da concepção do Centro Cultural da Juventude e integra a SIM SP.

Mari Martinez (RS): A jornalista e produtora cultural coordena a Marquise 51 Hub Criativo (produtora, estúdio e selo no Rio Grande do Sul), e está à frente do Festival Morrostock.

Melina Hickson (PE): A produtora musical é sócia-diretora da Fina Produção e se dedica ao desenvolvimento de carreira de artistas como Siba, Tássia Reis e Sofia Freire.

Michelly Mury (RJ/SP): A publicitária atua na coordenação artística da Casa Natura Musical e do Festival TOCA, no Rio de Janeiro, e dos blocos de Carnaval produzidos pela Pipoca.Co.

Paula Abreu (RJ/NY): É diretora de programação do festival City Parks Foundation SummerStage, em Nova York. Trabalhou também no Lincoln Center e Red Hot Organization.

Renata Simões (SP): A diretora, roteirista e apresentadora atuou nos canais Multishow, Glitz e TV Cultura, onde estreou o Escala Musical. Participa do WME e colabora com o site Histeria.

Sammliz (PA): Cantora, compositora, produtora musical e radialista, faz a direção do disco de Nazaré Pereira, selecionada por Natura Musical. Também lançou disco com a plataforma.

Xuxa Levy (SP): O maestro, compositor, arranjador e diretor musical trabalhou com Caetano Veloso, Elza Soares, Emicida, entre outros. Dirige uma websérie que revela nomes da música.

Adriana de Barros