PUBLICIDADE
Topo

Até dia 19! Natura Musical abre inscrições de edital para artistas e grupos

Dona Onete já foi contemplada com o patrocínio da Natura Musical - Laís Teixeira/Divulgação
Dona Onete já foi contemplada com o patrocínio da Natura Musical Imagem: Laís Teixeira/Divulgação
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

07/07/2019 14h25

A Natura Musical segue firme com os investimentos em cultura no projeto que completa 14 anos de atividade. Até o próximo dia 19 de julho, artistas, bandas e grupos, que já atuam profissionalmente, podem se inscrever no edital para receberem apoio em 2020.

Este ano, o processo de seleção também abre a oportunidade de candidatar projetos de mapeamento, desenvolvimento e registros de cenas musicais. A plataforma oferecerá 5,4 milhões em patrocínio para os projetos de música brasileira.

Os interessados deverão apresentar seus trabalhos até o dia 19 de julho pelo site natura.sponsor.com.

As propostas inscritas no edital podem ter formatos como álbum, EP, vinil, shows, turnês, clipes, além de pesquisas, séries de vídeos ou podcasts, documentários, mostras, residências artísticas, intercâmbios, oficinas e conferências. Os materiais serão avaliados por uma rede de curadores formada por artistas, produtores, jornalistas e empresários do mercado musical. O anúncio dos selecionados será feito até dezembro de 2019.

As dúvidas podem ser esclarecidas pelo (11) 5056-9816 ou editalnaturamusical@natura.net, das 10h às 17h.

Em edições anteriores, a Natura contemplou artistas como Elza Soares, Dona Onete, Teago Oliveira, Mariana Aydar, Emicida, Jards Macalé, Liniker e os Caramelows e Tássia Reis.

Adriana de Barros