PUBLICIDADE
Topo

Cantor de "Despacito" ganha certificado de todos prêmios já conquistados

Luís Fonsi recebe prêmio no México - Divulgação
Luís Fonsi recebe prêmio no México Imagem: Divulgação
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

19/05/2019 12h48

Luis Fonsi ficou conhecido em todo mundo pelo sucesso "Despacito", feita em parceira com o rapper Daddy Yankee. A música está no álbum "Vida", lançado em fevereiro deste ano, e seu videoclipe feito em 2017 soma mais de 6 bilhões de visualizações no canal oficial do artista no YouTube.

Na tarde de ontem (18), durante a convenção anual da Universal Music, no México, o porto-riquenho recebeu de Jesús López (CEO da América Latina e Península Ibérica), um certificado que engloba todos os prêmios conquistados com o disco.

Além de receber 2x Diamante na América Central, 2x Diamante nos EUA e em Porto Rico, sua terra natal, Fonsi ganhou certificados em outros 15 países: Brasil (2x Diamante), México (4x Platina + Ouro), Argentina (2x Diamante), Chile (3x Platina), Colômbia (Diamante), Peru (Diamante), Venezuela (7x Platina), Portugal (Ouro), Romênia (20x Platina), Noruega (5x Platina), Hungria (5x Platina), Canadá (2 x Platina), Singapura (Platina) e Suíça (5 x Platina).

"Eu já entreguei muitos outros discos durante a minha carreira na indústria fonográfica. Este prêmio não é o mais importante que eu já entreguei, mas eu te asseguro que este é o começo de muitos outros sucessos e vitórias que você vai receber na sua vida, se continuar com sua força e determinação. E porque você merece por ser um grande artista/cantor e um grande amigo. Eu te desejo felicidade. Vamos seguir na luta", disse Jesús López ao entregar o certificado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL