UOL Entretenimento
#!vm;utf-8 $response.setStatus(301) ##moved permanently $response.sendRedirect("https://entretenimento.uol.com.br")

24/06/2005 - 23h13

Olhar intimista do fotógrafo Otto Stupakoff é celebrado em exposição em SP; veja fotos

Augusto Olivani
Da Redação
Os 50 anos de carreira de Otto Stupakoff, pioneiro da fotografia de moda no Brasil e artista cujo olhar é reconhecido internacionalmente desde o meio da década de 60, finalmente são comemorados devidamente em seu país de origem a partir deste domingo, 26, com a mostra "55-05".

Durante o São Paulo Fashion Week (de 28 de junho a 4 de julho), exposição reúne alguns dos grandes momentos da arte de Stupakoff, desde retratos que realizou de personalidades mundiais, como o ex-presidente norte-americano Richard Nixon, Jack Nicholson, Truman Capote, Omar Sharif, Sharon Tate, Pelé, Xuxa, Jorge Amado e Tom Jobim, além de ensaios fotográficos realizados para revistas norte-americanas, como Vogue, Cosmopolitan e Harper's Bazaar, e francesas (Elle e Marie Claire, por exemplo). A curadoria é de dois fotógrafos que se declaram fãs incondicionais do trabalho de Otto: Bob Wolfenson e Fernando Lazslo.

"As imagens recuperadas nesta exposição resistiram à erosão de vários modismos que se seguiram à sua produção, com a delicadeza, a graça e o imenso humanismo de seu olhar", declara Lazslo sobre Stupakoff.

O homenageado, por sua vez, diz que "a seleção foi ótima, porque eles [Bob e Fernando] têm uma visão diferente da minha, que é cansada, e assim conseguiram resgatar imagens preciosas em meio à minha produção, fotos que por negligência eu tinha perdido de vista, por assim dizer. Ganhei quatro novos olhos. Esse respeito que eles demonstraram ter pelo meu trabalho me comoveu extremamente".

As 80 imagens escolhidas para a exposição ocupam duas estruturas suspensas de 40m de comprimento, em forma de "L" (concebidas por André Vainer), que encontram suporte nos pilares que sustentam o Pavilhão da Bienal de São Paulo.

Otto Stupakoff fez carreira internacional consolidada ao transitar pelo eixo Nova York-Paris-Londres. Começou no início da década de 60 em São Paulo, com estúdio na rua Frei Caneca, onde estava sempre atribulado de trabalho, mas não satisfeito. Foi em 1965 para os Estados Unidos, com o ideal de retratar a beleza. Logo começou a fazer retratos de celebridades, o que fez por quase toda a vida.

Morou na França, em Paris e no campo, regressou aos Estados Unidos, viajou o mundo todo. Foi casado com uma Miss Universo 1966 (a sueca Margareta Arvidsson, mãe de sua filha Gabriela), chegou a ganhar US$ 1 milhão _mas gastou a fortuna ao tentar curar sua segunda mulher, que morreu depois de um transplante de fígado. Antes de voltar ao Brasil para a exposição que pretende consagrá-lo em seu próprio país (onde é praticamente desconhecido), estava morando em Bangcoc.

"Passei seis meses em Bangcoc, numa civilização quase que ideal: budista, sóbria, delicada, onde não há crimes mas sim ajuda de um ao outro, onde há respeito pelos cabelos brancos _as crianças falam "wai" e fazem o gesto de colocar mãos em frente da boca, o que denota respeito. Mas o calor estava insuportável, 39º, assim ficou mais fácil encarar a viagem de 30 horas da Tailândia para o Brasil", relata Otto.

Continua: "Sou muito compulsivo, por natureza. Sou um viajante compulsivo, às vezes compelido, porque tenho a maior dificuldade de ficar parado em um lugar, sempre houve mudança na minha vida, em todos os sentidos."

Mesmo que a partir dos anos 90 Stupakoff tenha dividido suas atenções entre a pintura e a colagem, o fotógrafo deseja continuar ativo e, talvez, voltar a trabalhar no lugar que pouco lhe deu oportunidade depois do auge de seu sucesso: o próprio país de origem.
______________________________
OTTO STUPAKOFF: 55-05
» Onde: Pavilhão da Bienal de São Paulo, 3º Piso
(av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, acesso pelo Portão 3)
» Quando: abertura, 26 de junho, às 19h30;
para o público, de 28 de junho a 4 de julho
(terça e quarta, das 15h às 21h; de quinta a sábado, das 11h às 21h; domingo, das 15h30 às 21h30 e segunda, das 11h às 21h)
» Quanto: Só para convidados
#!vm;utf-8 $response.setStatus(301) ##moved permanently $response.sendRedirect("https://entretenimento.uol.com.br")
#!vm;utf-8 $response.setStatus(301) ##moved permanently $response.sendRedirect("https://entretenimento.uol.com.br")

Compartilhe:

    Fale com
    UOL Entretenimento

    Siga UOL Entrete

    GUIA DE RESTAURANTES

    Mais Guias

    Hospedagem: UOL Host