UOL Entretenimento Resenhas

14/05/2008 - 17h59

Livro resgata coisas de menina do tempo da vovó

PATRICIA DE CIA
Colaboração para o UOL
A capa pode ser azul, mas "O Maravilhoso Livro das Meninas" evoca um mundo rosa antigo, antes de a cor virar marca registrada da boneca Barbie. Espécie de versão feminina de "O Livro Perigoso para Garotos" - lançado em 2007 com sucesso de vendas -, o livro é um compêndio retrô das coisas que a vovó fazia, da boneca de pano à água de rosas.

Reprodução
Capa da edição brasileira de "O Maravilhoso Livro Das Meninas", de Rosemary Davidson e Sarah Vine
As "coisas de menina" tratadas no livro podem fazer alguns torcerem o nariz. Afinal, não é só por cozinha, costura, jardinagem e maquiagem que uma garota se interessa. Mas nada a impede de gostar disso também. Além do mais, saber alinhavar ou pregar um botão pode ser muito útil em diversas situações do cotidiano e não há nada de mau em conhecer ervas e flores ou cultivar uma jardineira.

Em lugar de consumir, a ordem aqui é pôr a mão na massa, e o livro é todo pontuado com exemplos passo a passo. Há um pouco de tudo, desde fazer um simples ovo mexido até a dicas para escrever e encenar uma peça de teatro. Atividades ao ar livre, como piquenique e escalada, além dos bons e velhos jogos de amarelinha, cabra-cega e queimada são outras recomendações do livro. Evidentemente, o shopping center não tem vez.

O livro inclui pequenos glossários, como os de "jardinês" e "teatrês", além de curiosidades e exemplos famosos sobre diversos assuntos. Primeiros socorros se sucedem a pitadas de esoterismo (astrologia e quiromancia), batata assada na fogueira e as estrelas do cruzeiro do sul estão a uma página de distância.

Entre os capítulos temáticos, há breves perfis de "Grandes Amores", como Romeu e Julieta, Dom Pedro e Inês de Castro, Marco Antônio e Cleópatra, e de "Mulheres Inspiradoras", entre elas a revolucionária Anita Garibaldi e a psiquiatra Nise da Silveira. Como se nota, a edição brasileira inclui textos e segmentos adaptados aos personagens e à cultura local. Outro exemplo disso é o trecho sobre o Carnaval e as Festas Juninas.

Embora seja retrô, o texto do livro não cai na nostalgia gratuita do tipo "aqueles eram bons tempos". Apenas apresenta de modo natural alguns comportamentos que as grandes cidades e novas tecnologias parecem ter legado ao esquecimento no cotidiano de meninas e meninos.

As autoras são as britânicas Rosemary Davidson e Sarah Vine. A primeira é editora e escritora de livros infantis. A segunda, jornalista que escreve para o Times.



"O Maravilhoso Livro das Meninas"
Autoras:
Rosemary Davidson e Sarah Vine
Tradução: Rosemarie Ziegelmaier
Editora: Globo
Preço: R$ 49,90
Mais
"A Cabeça do Italiano" é retrato espirituoso da Itália moderna
Almanaque traça panorama da obra de Machado de Assis
"Porca Memória" traz crônicas sobre a estrelada cozinha basca
Livros ensinam a ler as grandes obras de Shakespeare, Borges e Dante
Americano faz humor com o "estilo de morte" de famosos e anônimos
Espanhol recria livro infantil perdido de Kafka
"O Visitante Noturno" reúne contos fantásticos do enigmático autor de "Sierra Madre"
Clássico sobre a Alemanha nazista, "Ascensão e Queda do Terceiro Reich" ganha nova edição
Livro conta a verdade sobre a medicina do seriado "House"
Relançamentos de Jorge Amado são enriquecidos com eventos e comentários de escritores
Livro ironiza a moda mais equivocada de Hollywood
"Desejo & Reparação" é convite para ler mais Ian McEwan
Seis livros para conhecer melhor Bob Dylan
200 anos depois, D. João 6º invade bibliotecas brasileiras
Professor francês ensina "como falar dos livros que não lemos"
"Beijo," traz o humor negro do autor de "Fantástica Fábrica de Chocolate"
Hillary Clinton e Barack Obama disputam até mercado editorial
Versões "pocket" de livros de arte e fotografia cabem no bolso
Livro "O Falecido Mattia Pascal", do italiano Luigi Pirandello, ganha nova tradução brasileira
Com vocação pop, guias "Rough Guide" e "Time Out" saem em português
Livro "Julie & Julia" mostra o lado mais imperfeito, humano e divertido da culinária
Editoras "encaixotam" lançamentos de livros e apostam no apelo visual

Compartilhe:

    GUIA DE RESTAURANTES

    Mais Guias

    Hospedagem: UOL Host