UOL Entretenimento Notícias

14/06/2011 - 13h22

Gloria Estefan cantará em ato que lembra invasão à Baía dos Porcos

Miami, 14 jun (EFE).- A cantora cubana Gloria Estefan, radicada nos Estados Unidos, vai cantar o hino nacional de seu país em um jantar no próximo sábado em Miami em comemoração ao 50º aniversário da fracassada invasão da Baía dos Porcos (Cuba).

Entre os presentes ao ato, o ator cubano Andy García, o produtor musical e empresário Emilio Estefan, nascido em Havana e marido da cantora, e o ex-presidente de El Salvador Francisco Flores, informou nesta terça-feira o jornal "El Nuevo Herald".

Entre os convidados para o jantar está Reina Luisa Tamayo, mãe do opositor cubano Orlando Zapata Tamayo, quem viajou aos EUA como refugiada política com as cinzas de seu filho, considerado pelos compatriotas como um "mártir" e um "símbolo da resistência" ao regime castrista.

A Brigada 2506, que desembarcou na Praia Girón em 17 de abril de 1961, autorizou que os restos de Zapata Tamayo sejam sepultados no mausoléu do sudoeste do condado de Miami-Dade onde descansam os de outros brigadistas mortos, assinalou o rotativo.

Estefan vai cantar o hino nacional em homenagem a seu pai, José Fajardo, e os veteranos da Brigada 2506, à qual ele pertenceu.

O ato servirá para lembrar "o sacrifício dos que participaram da invasão", a "esperança e a coragem dos membros dessa brigada", assinalou Félix Rodríguez, presidente da Associação de Veteranos da Baía dos Porcos.

Meio século depois da fracassada ocupação muitos veteranos brigadistas continuam convencidos que a causa do fracasso da invasão anticastrista foi o cancelamento dos bombardeios por parte do Governo do presidente americano John F. Kennedy contra a pouca força aérea de Fidel Castro.

Compartilhe:

    GUIA DE RESTAURANTES

    Mais Guias

    Hospedagem: UOL Host