UOL Entretenimento Notícias

23/05/2009 - 14h41

Júri se reúne para definir vencedores de Cannes

Cannes - Com os 20 filmes da mostra competitiva já exibidos, o júri do Festival de Cannes, presidido por Isabelle Huppert, começa a deliberar a distribuição dos prêmios, para os quais são favoritos "Das Weisse Band", do austríaco Michael Haneke, e "Un prophète", do francês Jacques Audiard.

A contundente aposta de Haneke na sobriedade e a portentosa evangelização criminosa de Audiard aproximam estes dois cineastas da perfeição cinematográfica (supostamente) necessária para se levar a Palma de Ouro.

Haneke enfrenta a faca de dois gumes de Isabelle Huppert ter sido sua musa em "A Pianista" e "O Tempo do Lobo", e de ter ficado muitas vezes perto do principal prêmio de Cannes.

Audiard, por sua vez, tem contra si o fato de, no ano passado, um filme francês ter vencido a Palma de Ouro. Mas, mesmo se ganhar, qualquer acusação de patriotismo parecerá injusta, tanto pela qualidade do filme como pelas interpretações do estreante Tahar Rahim e do veterano Niels Arestrup.

Atrás na disputa, aparecem Jane Campion, com "Bright Star", e Pedro Almodóvar, com "Os Abraços Partidos". Ambos se aproximam com poderio estético da paixão. Mas a neo-zelandesa decide congelá-la em seu filme, enquanto o espanhol carrega na carga dramática.

Além disso, os dois longas trazem fortes interpretações femininas: a de Abbie Cornish, em seu papel de amante do poeta britânico John Keats, e a de Penélope Cruz, que já recebeu o prêmio por "Volver", em 2006.

Numa edição repleta de grandes nomes, é inevitável falar de realizadores que não estiveram à altura das expectativas. Entre estes, estão Park Chan-wook, com sua crônica vampiresca "Thirst", que peca pela falta de sentido; Marco Bellocchio, com seu apagado "Vincere", e, sobretudo, Lars von Trier, com o escandaloso e pretensioso "Anticristo".

Porém, por fora na corrida pela Palma de Ouro, correm "Looking for Eric", de Ken Loach e com Eric Cantona no elenco; a crônica social de Xavier Giannoli "A L'origine", e "The Time That Remains", do palestino Elia Suleiman.

Para definir o vencedor, a presidente do júri terá que chegar a um consenso com outras quatro atrizes - Robin Wright Penn, Asia Argento, Sharmila Tagore e Shu Qi-, três produtores - Nouri Bilge Ceylan, James Gray e Lee Chang Dong - e o escritor e roteirista britânico Hanif Kureishi.

Compartilhe:

    GUIA DE RESTAURANTES

    Mais Guias

    Hospedagem: UOL Host