! 30 sugestões de livros para presentear ou para levar na mala de viagem - 21/12/2006 - UOL Entretenimento
UOL Entretenimento Notícias

21/12/2006 - 20h29

30 sugestões de livros para presentear ou para levar na mala de viagem

MARCIO FERRARI
Editor de UOL Cinema

Divulgação

Edição comemorativa de  Grande Sertão: Veredas, lançada pela editora Nova Fronteira em 2006

Edição comemorativa de Grande Sertão: Veredas, lançada pela editora Nova Fronteira em 2006

A safra de livros publicados no Brasil em 2006 foi particularmente boa, e em diversas áreas. Houve duas importantes edições comemorativas, as de "Grande Sertão: Veredas", de Guimarães Rosa, pela Nova Fronteira (50 anos do romance e 40 da editora) e "Raízes do Brasil", de Sérgio Buarque de Holanda, pela Companhia das Letras (70 anos da primeira edição). Ainda entre os clássicos brasileiros, a Cosac & Naify começou a publicar a obra em prosa de Manuel Bandeira, com "Crônicas da Província do Brasil", e também a antologia "50 Poemas Escolhidos pelo Autor", acompanhada de um CD em que o próprio poeta lê alguns de seus versos. Já a editora Agir teve a boa idéia de relançar os três volumes do "Febeapá" (Festival de Besteiras que Assola o País), de Stanislaw Ponte Preta, um humorista brilhante que começava a correr o risco do esquecimento.

Divulgação

Divulgação

Editora Agir relançou os três volumes do Febeapá (Festival de Besteiras que Assola o País), de Stanislaw Ponte Preta (Sérgio Porto)

No campo da literatura mundial, houve reedições e novas traduções de primeira linha, como o dos quatro volumes de "O Quarteto de Alexandria", do britânico Lawrence Durrell (Ediouro), e os dois primeiros de "Em Busca do Tempo Perdido", do francês Marcel Proust, em edições revistas da tradução do poeta Mário Quintana (Globo). A editora 34 continua lançando no mercado edições primorosas dos clássicos russos, entre eles Dostoievski ("Recordações da Casa dos Mortos" e "A Senhoria"), Tolstoi ("A Morte de Ivan Ilitch") e Tchekhov ("O Beijo e Outras Histórias"). A 34 publicou também este ano nova edição de "Os Anos de Formação de Wilhelm Meister", de Goethe.

Foi um ano pródigo em biografias de tiranos, de Stalin (nada menos do que três, todas importantes) a Hitler (de Joachim Fest, pela Difel) e Mao Tsetung (de Jung Chang e Jon Holliday, pela Companhia das Letras). Também vieram à luz títulos de peso na área filosófica, como o monumental "Passagens", de Walter Benjamin (Universidade Federal de Minas Gerais/Imprensa Oficial), quatro obras de Henri Bergson, pela Martins Fontes, e "A Filosofia e sua História", de Gérard Lebrun (Cosac & Naify).

Escolhida entre obras de ficcionistas e poetas contemporâneos, biografias, ensaios literários e lançamentos na área de ciências humanas, aqui está uma lista de 30 livros que podem ser bons presentes e boas companhias de fim de ano:

"O Ano do Pensamento Mágico", de Joan Didion, Nova Fronteira (221 págs., R$ 24,90) - A escritora e jornalista americana fala, sem sentimentalismos, do período em que teve de enfrentar a morte do marido e a doença de uma filha.

"Buda", de Osamu Tezuka, Conrad (R$ 19,90 cada volume) - Mangá em 14 tomos sobre a história do iluminado Sidarta Gautama, com humor e lirismo.

"Cartas de uma Imperatriz", de Dona Leopoldina (org. Bettina Kann e Patrícia de Souza Lima), Estação Liberdade (496 págs., R$ 72) - Reunião de 315 cartas da nobre austríaca trazida ao Brasil para casar-se com D. Pedro I, mais cinco ensaios sobre o período.

"Cidades Reveladas", de Cristiano Mascaro, Bei (192 págs., R$ 120) - Paisagens urbanas de diversos pontos do Brasil, colhidas durante seis anos por um de seus mais inspirados fotógrafos.

"Criaturas Flamejantes", de Nick Tosches, Conrad (134 págs., R$ 24,50) - Uma história do rock, principalmente de sua fase inicial, sob uma ótica original.

"Cultura e Resistência", de Edward Said, Ediouro (216 págs. R$ 39,90) - Em entrevista ao jornalista David Barsamian, o intelectual palestino discorre sobre todas as questões mais importantes do cenário internacional.

"Dentro da Floresta", David Remnick, Companhia das Letras (576 págs., R$ 62) - Um compêndio de reportagens realizadas pelo atual editor da revista "New Yorker", dividido em cinco temas: poder, literatura, Rússia, Oriente Médio e boxe.

"O Exército de Cavalaria", Isaac Babel, Cosac & Naify - Nova tradução (de Aurora F. Bernardini e Homero Freitas de Andrade) dos 36 contos que têm como cenário os conflitos sociais na Rússia do período imediatamente posterior à revolução de 1917.

"Falcão - Meninos do Tráfico", de MV Bill e Celso Athayde, Objetiva (256 págs., R$ 36,90) - Relato da produção do documentário sobre as crianças que trabalham para o tráfico de drogas em vários lugares do Brasil, também um dos momentos mais marcantes da televisão em 2006.

"Fausto 1", de J.W. von Goethe (adaptação de Christine Röhrig), Girafinha (76 págs., R$ 29) - Versão do poema sobre o homem que vendeu a alma ao diabo em prosa acessível para crianças.

"Extremamente Alto e Incrivelmente Perto", de Jonathan Safran Foer, Rocco (360 págs., R$ 47) - O jovem escritor americano conta o 11 de setembro pelos olhos de um menino cujo pai morre na destruição do World Trade Center.

"História Universal da Destruição de Livros", de Fernando Baez, Ediouro (512 págs., R$ 49,90) - O historiador venezuelano traça a longa trajetória que vincula os regimes autoritários à impossibilidade de aceitar a liberdade de pensamento.

"O Homem do Castelo Alto", de Philip K. Dick , Aleph (304 págs., R$ 44) - O autor de ficção científica, conhecido pelas adaptações de obras suas para o cinema (como "Blade Runner" e 'O Vingador do Futuro"), descreve aqui como o mundo se os nazistas tivessem vencido a guerra.

"O Império Derrotado", de Kenneth Maxwell, Companhia das Letras (336 págs, R$ 49,50) - O historiador inglês analisa a democratização de Portugal, em 1974, e a independência de suas colônias na África.

"Léon Ferrari - Retrospectiva - Obras 1954-2006", de Andréa Giunta (org.), Cosac & Naify/Imprensa Oficial de SP (464 págs., R$ 120) - O artista plástico argentino - que morou no Brasil e, aos 86 anos, se mantém em plena atividade, como visto na Bienal de São Paulo - tem aqui documentadas as duas vertentes de sua obra, a iconoclasta e a abstrata.

"Mãos de Cavalo", de Daniel Galera, Companhia das Letras (192 págs., R$ 34) - O jovem escritor e tradutor gaúcho investe no romance de formação sobre a vida de um médico, alternando três tempos.

"A Máquina do Ser", de João Gilberto Noll, Nova Fronteira (160 págs., R$ 22) - O respeitado autor de "Hotel Atlântico" e "Bandoleiros" volta com 24 relatos breves e desesperados.

"Mastigando Humanos", de Santiago Nazarian, Nova Fronteira (224 págs., R$ 24,90) - Outro jovem e prolífico escritor ousa um romance psicodélico em que o personagem principal é um jacaré preso nos esgotos de uma grande cidade.

"Os Melhores Contos Fantásticos", Flávio Moreira da Costa (org.), Nova Fronteira (704 págs., R$ 69,90) - Um mestre da antologia faz uma ampla compilação de um gênero em que se exercitam especialistas e nobres diletantes. Alguns dos nomes do volume são Borges, Poe, Oscar Wilde, Baudelaire, Kafka, Cortázar, Eça de Queiroz e Machado de Assis.

"Na Pior em Paris e Londres", George Orwell, Companhia das Letras (256 págs., R$ 39,50) - O futuro autor de "1984" e "A Revolução dos Bichos" submeteu-se à experiência voluntária da miséria na década de 1920 e neste livro conta como transcorreram seus dias, com humor e indignação.

"Neve", de Ohram Pamuk, Companhia das Letras (488 págs., R$ 54) - Nobel de Literatura de 2006, o escritor turco narra uma bem-humorada alegoria política em que um poeta exilado se vê confinado numa pequena cidade isolada pela neve onde acontece um golpe de Estado.

"Orestes Barbosa", de Carlos Didier, Agir (600 págs. R$ 79,90) - Alentada biografia do letrista de "Chão de Estrelas", incluindo suas facetas de repórter, cronista e romancista.

"Ou o Poema Contínuo", de Herberto Helder, Girafa (536 págs., R$ 49) - Aos 75 anos, o discreto poeta, que muitos consideram o maior de Portugal na atualidade, começa a se tornar conhecido no Brasil, com sua estética da impermanência.

"Pacto Sinistro", de Patrícia Highsmith, Ediouro (300 págs., R$ 34,90) - Primeiro romance da criadora de Tom Ripley, foi adaptado para o cinema por Hitchcock e finalmente sai no Brasil.

"Planeta Favela", Mike Davis, Boitempo (272 págs., R$ 32) - O urbanista americano trata as mazelas das megalópoles como fenômeno globalizado que atinge violentamente mais de 1 bilhão de pessoas no Terceiro Mundo.

"Santa Maria do Circo", David Toscano, Casa da Palavra (224 págs., R$ 37) - Sátira em que o escritor mexicano imagina a construção de uma nova civilização no deserto por artistas de circo.

"Trabalhos de Amor Perdidos", de Jorge Furtado, Objetiva (248 págs., R$ 36,90) - O cineasta gaúcho estréia no romance com uma história de amor livremente inspirada na comédia homônima de Shakespeare.

"O Último Leitor", de Ricardo Piglia, Companhia das Letras (192 págs., R$ 35,50) - Ler e escrever são os temas dos ensaios apaixonados do escritor argentino, que passam por Kafka, Joyce, Borges, Flaubert e Che Guevara.

"Uma História do Corpo na Idade Média", de Jacques Le Goff e Nicolas Truong, Civilização Brasileira (210 págs., R$ 33,90) - Ensaio na melhor tradição da história das mentalidades, trata de sexualidade e repressão nos tempos em que a Igreja exercia o poder sem fronteiras.

"Um Toque de Limão", de Julian Barnes, Companhia das Letras - (268 págs., R$ 38) - Reunião de contos bem-humorados e econômicos do autor inglês, com incrível variedade de temas e ambientes.
Fale com
UOL Entretenimento

Siga UOL Entrete

GUIA DE RESTAURANTES

Mais Guias

Hospedagem: UOL Host