"Eu não sou tão pervertida", diz autora de "Cinquenta Tons de Cinza"

Do UOL, em São Paulo

  • Karel Prinsloo/Efe

    A escritora E.L. James, de "Cinquenta Tons de Cinza"

    A escritora E.L. James, de "Cinquenta Tons de Cinza"

A autora de "Cinquenta Tons de Cinza", E.L. James disse em entrevista recente que não é tão pervertida quando sua obra pode insinuar. A informação é do site da revista "People".

James participou na última segunda (17) da festa de lançamento do disco de música clássica baseado na obra, que aconteceu na Soho House de Manhattan.  Em entrevista para o E! News, a autora preferiu não comentar sobre a polêmica causada pelo livro.

Sobre a adaptação cinematográfica atualmente em andamento, ela declarou: "Quando eu recebi o primeiro e-mail perguntando sobre os direitos do filme, eu quase cai da minha cadeira; era uma agência enorme de Hollywood".

A autora também não comentou sobre quem gostaria que interpretasse os personagens do livro, dizendo que outros que não os que ela sugeriu podem acabar ficando com os papéis.

Ela disse ainda que a melhor coisa em ser uma celebridade é conhecer os fãs. "Os livros são a minha fantasia, realmente, e a coisa maravilhosa em fazer isso é que elas parecem ser as fantasias de outras pessoas, então eu não sou tão pervertida assim", disse rindo. 

Últimas de Entretenimento

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos