Sucesso de "Jogos Vorazes" inspira novos livros com heroínas teen; conheça as apostas de grandes editoras

Isabela Noronha
Do UOL, em Londres

  • Divulgação / Montagem UOL

    Capas de quatro livros jovens que estão entre as apostas das grandes editoras para 2012

    Capas de quatro livros jovens que estão entre as apostas das grandes editoras para 2012


 

Com a estreia do filme "Jogos Vorazes", a trilogia que já vendeu 30 milhões de exemplares mundo afora ganha ainda mais fãs. E enquanto esses leitores devoram a série criada pela norte-americana Suzanne Collins, a indústria de livros se preocupa em encontrar novos sucessos para saciar o apetite literário daqueles que já terminaram "A Esperança", o terceiro e último livro da trilogia.

É por isso que as principais editoras continuam apostando em aventuras distópicas, como são chamadas as histórias que, como "Jogos Vorazes", são ambientadas no futuro, em um mundo devastado e geralmente controlado por governos autoritários. "Os leitores vão procurar histórias semelhantes quando acabarem a trilogia", aposta Lindsey Heaven, da Penguin Books, um das maiores editoras do mundo.

Entre os títulos mais comentados que logo devem chegar às prateleiras brasileiras estão  "Blood Red Road" e "Starters."

"Blood Red Road", de Moira Young, ganhou neste ano o Costa Book Awards, um dos mais importantes prêmios da literatura britânica. No Reino Unido, o livro é publicado pela Scholastic e, nos Estados Unidos, pela Simon&Schuster.

A trama de "Blood Red Road" acompanha a história de Saba, uma garota de 18 anos que vive em um deserto -- tudo o que restou da civilização Wrecker. Um dia, em meio a uma tempestade de areia, seu irmão gêmeo, Lugh, é capturado para ser sacrificado. Para salvá-lo, ela tem de sair de sua cidade e enfrentar os perigos de um mundo sem lei. O livro é o primeiro de uma trilogia e deve virar filme em breve. Ele será lançado no Brasil em junho pela editora Intrínseca, mas o título em português ainda não foi definido.

Além de uma visão sombria e violenta do mundo em um futuro não muito distante, o que muitos desses livros têm em comum são personagens femininos fortes

Ann Lazim, co-diretora do International Board on Books for Young People (IBBY)

Já "Starters", de Lissa Price, chegou às livrarias britânicas e norte-americanas em março e vem sendo comparado a "Jogos Vorazes". A história se passa no futuro, quando uma guerra exterminou todas as pessoas que têm entre 20 e 60 anos. Para pagar um tratamento para o irmão doente, Callie, de 16 anos, é obrigada a encarar um trabalho estranho: o de alugar o corpo para idosos, que passam a habitar nela para se sentirem mais jovens. Mas o neurochip de controle implantado na garota falha e ela acorda do "aluguel" antes da hora -- a tempo de perceber que o locatário de seu corpo quer cometer um crime. Agora, ela precisa encontrar uma forma de impedi-lo. No Reino Unido, o livro, que é o primeiro de dois, é uma das apostas da Random House. A edição brasileira sai em 2013 pela Novo Conceito.

"Além de uma visão sombria e violenta do mundo em um futuro não muito distante, o que muitos desses livros têm em comum são personagens femininos fortes", diz Ann Lazim, co-diretora do International Board on Books for Young People (IBBY), uma organização mundial de promoção da leitura para crianças e adolescentes.

  • Divulgação

    "The Hunt", de Andrew Fukuda, é aposta literária que foca mais os leitores meninos

Mas os meninos também tem vez nos próximos lançamentos. Em "The Hunt", outra aposta da Simon&Schuster que deve chegar ao Brasil pela Intrínseca em 2013, o herói é Gene, um garoto de 17 anos. "Estamos muito animados com esse livro, que adquirimos em um leilão disputado na Feira de Bolonha do ano passado", diz Venetia Gosling, editora de ficção. Na história, Gene luta para sobreviver em uma sociedade em que humanos foram devorados pelos outros habitantes da Terra e estão quase extintos.

Para ler roendo as unhas
Além dos livros distópicos, histórias de mistério e suspense também aparecem entre as apostas das editoras. "Houve uma diminuição de títulos de 'chick lit' [romances leves] e vem surgindo livros mais complexos e sombrios, voltados especialmente para meninas", diz Lindsey, da Penguin. "Black Heart Blue", da editora, é um exemplo disso. O livro é um thriller psicológico sobre duas irmãs gêmeas – uma linda e outra desfigurada – que sonham com uma vida normal enquanto lidam com pais que não as amam. Quando uma das gêmeas morre tragicamente, a outra precisa fugir para não terminar como a irmã. O livro, que será publicado em maio no Reino Unido, chegará ao Brasil pela Novo Conceito.

A Frances Lincoln, uma editora independente que foi comprada pela multinacional Quarto, também aposta em um suspense mais realista. Entre seus principais lançamentos para 2012 está "At Yellow Lake", a aventura dos adolescentes Etta, Peter e Jonah que, por razões diferentes, procuram abrigo em uma cabana às margens de um lago. Eles logo descobrem que correm perigo, pois estão na cena de um crime terrível. O livro, que sai no Reino Unido em junho deste ano, será publicado no Brasil pela editora Novo Conceito em 2013.

Outra editora estrangeira que também tem thrillers entre seus lançamentos para 2012 é a Bloomsbury, casa de Harry Potter. O livro "Dead Time", da premiada autora Anne Cassidy, conta a história de Rose e Joshua, irmãos postiços que se encontram cinco anos após o desaparecimento dos pais. Enquanto Joshua ainda investiga o que aconteceu, Rose quer apenas esquecer o passado. Mas, sem querer, ela acaba presenciando dois assassinatos que poderão aproximá-los da verdade.

Últimas de Entretenimento

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos